Video Session Weblog

O blog da sua locadora!

Archive for outubro 2008

Parabéns Julia!

leave a comment »

Julia Fiona Roberts nasceu em 28 de outubro de 1967, na cidade de Smyrna, na Geórgia, EUA.Julia é irmã do ator Eric Roberts . Ela só foi se interessar pelas artes dramáticas depois que seu irmão começou a fazer sucesso! Julia Roberts tem 1,75 m. de altura, é canhota, vegetariana e adora chapéus que, segundo ela: “é um bom acessório, quando alguém tem cabelo ruim!”

o ator Eric Roberts, o irmão menos famoso de Julia

o ator Eric Roberts, o irmão menos famoso de Julia

Julia despontou para o estralato ao ser indicada ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por “Flores de Aço” de 1989, foi da cerimônia direto para os estudios de “Uma linda mulher”(1990). A partir daí, ficou conhecida como a rainha das comédias românticas, embora tenha demonstrado talento também em papéis dramáticos. Em 2001, com Erin Brockovich, foi premiada com o Oscar de melhor atriz. Os filmes de Julia são sinônimo de sucesso e fizeram dela uma das atrizes mais bem pagas de Hollywood!

Em “Uma Linda Mulher”, ela ganhou US$300 mil… Desde então, seu salário engordou bastante: ela recebeu US$10 milhões
para fazer “O Segredo de Mary Reilly” (um recorde na época); US$12 milhões para fazer “Teoria da Conspiração”e
“O Casamento do Meu Melhor Amigo”; US$15 milhões por “Um Lugar Chamado Notting Hill”; US$17 milhões por “Noiva em Fuga” e US$20 milhões por “Erin Brockovich”. Uma vez “oscarizada”, a a atriz embolsou US$20 milhões para estrelar “A Mexicana” ao lado de Brad Pitt. Com tudo isso, no final de 1998, Julia se tornou a atriz mais bem-paga de todos os tempos em Hollywood!!!!

Falando em salários, há uma história bem engraçada envolvendo a atriz e os produtores e o elenco de “Onze Homens e um Segredo”: Julia não havia aceitado atuar no filme, pois o salário seria bem abaixo do que ela constuma receber… então George Clooney e Brad Pitt lhe mandaram um cartão que dizia: “Ouvimos dizer que você ganha 20 por filme” e, junto deste cartão, uma nota de US$20. A atriz gostou da brincadeira e acabou se juntando ao elenco… mas ganhando um pouco mais do que aquela nota.

melhor atriz no Oscar de 2001.

melhor atriz no Oscar de 2001.

Com aproximadamente 45 filmes no currículo, Julia Roberts já atuou ao lado de grandes astros como Kevin Bacon e Kiefer Sutherland em “Linha Mortal”(1990), em “Hook, A Volta do Capitão Gancho” (1991) contracenou com Robin Williams e Dustin Hoffman. Além de participar de”O Jogador” (1992), do prestigiado diretor Robert Altman e estrelado por Tim Robbins, ela trabalhou com Denzel Washington em “O Dossiê Pelicano”(1993) e com John Malkovich em “O Segredo de Mary Reilly”(1996). Ela também foi uma das muitas celebridades que leram poemas de Pablo Neruda na trilha sonora do filme “O Carteiro e o Poeta” (1994).

futura linda mulher mais bem paga e influente de Hollywood!

futura linda mulher mais bem paga e influente de Hollywood!

Em outubro de 1997, no ranking da revista Empire, Julia Roberts ficou com a 66ª posição entre “Os 100 Maiores Astros do Cinema de Todos os Tempos”, além de ter sido escolhida, por mais de uma publicação, como “A Pessoa Mais Poderosa de Hollywood”… É pouco ou quer mais? Julia também foi escolhida pela revista People como uma das “50 Pessoas Mais Bonitas de Mundo” em 1990, 1991 e 2000. A revista também a nomeou como uma das “25 Pessoas Mais Intrigantes de 2001”. Já a revista Forbes publicou que a atriz é a 12ª pessoa mais rica de Hollywood.

Roberts aproveita o fato de ser uma das maiores atrizes de Hollywood para ajudar aos que precisam: ela participa de de várias campanhas de caridade da UNICEF e tem visitado muitos países, como o Haiti e a Índia, para promover a boa-vontade. Além disso, Julia “emprestou” o seu nome para ajudar a arrecadar dinheiro para financiar pesquisas que procuram a cura da Síndrome de Rett, uma doença que geralmente ataca garotas de 2 a 6 anos e que pode ser fatal.

cabelo rosa a pedido da filha.

cabelo rosa a pedido da filha.

No dia 27 de outubro de 2008, Julia Roberts comandou o evento anual para arrecadar fundos para a casa The Camp Painted, que abriga crianças que estão em tratamento de doenças. A fundação foi criada pelo ator Paul Newmann, que faleceu no mês passado, aos 83 anos, devido ao câncer. A “linda mulher” resolveu dar uma modernizada no visual e apareceu no evento com mechas cor-de-rosa nos cabelos. E quem convenceu a atriz a mudar o look foi um de seus três filhos, Hazel, de apenas dois anos e meio.”Ela disse ‘mãe, eu adoraria que você tivesse cabelos rosas'”, contou Julia, durante o evento.

O mais recente sucesso da estrela é o filme “Jogos do Poder” um drama político baseado na experiência do congressista texano Charlie Wilson, que, mesmo sob disfarce, passou momentos tensos no Afeganistão. Wilson estava naquele país durante a guerra contra os soviéticos e manteve relacionamento estreito com os rebeldes afegãos.

Written by Video Session Locadora

28 outubro , 2008 at 9:05 pm

Publicado em Parabéns, Uncategorized

Momento Alta Fidelidade – O terror que vem da Ásia

with one comment

Alta Fidelidade* é um filme baseado no livro de mesmo nome do inglês Nick Hornby. É Uma comédia surpreendentemente inteligente. Dono de uma loja de discos, Rob (Jonh Cusack) mescla seus tropeços amorosos sua paixão pela música de forma uma forma fantástica. Como fazer listas de “cincos melhores”, por exemplo.


É justamente esse um dos efeitos que esse filme causa: querer fazer listas e mais listas “Top Five”.
Resolvemos compartilhar algumas com vocês.
Vamos começar com os filmes de terror Asiáticos que no final dos anos 90 foram responsáveis por uma renovação do gênero “filme de terror” no mercado americano, gerando uma série de refilmagens sem o mesmo impacto , vamos ser sinceros, dos originais.

Listamos aqui Top 5 Terror Asiático:

1 – O Chamado – (Ringu, 1998, Japão) Dir.: Hideo Nakata.
– Que Samara que nada, assustadora mesmo é Sadaka.

2 – Acacia – (Acacia, 2003, Coreia do Sul) Dir.: Ki-hyeong Park
Poderia ser um sensível drama familiar sobre um casal que sonha em ter filhos sem sucesso e decidem adotar um menino. Mas a história do garoto talentoso e com muita sensibilidade para a pintura e fica fascinado por uma árvore de Acácia do jardim é horror puro.

3 – The Eye – (Gin gwai, 2002, Cingapura/Hong Kong/Reino Unido) Dir.: Oxide e Danny Pang.
– Imagine que você é cego e consegue um transplante de córneas que traz a sua visão de volta, mas de brinde você ganha o quê? ganhou quem disse “ver gente morta”.

4 – Medo – (Janghwa, Hongryeon,2003, Coreia do Sul) Dir.:Ji-woon Kim
– Num hospital psiquiátrico, um médico interroga uma jovem internada, pedindo-lhe para que fale sobre o que aconteceu “naquele dia”. Duas irmãs voltam para casa após passar um tempo em um internato. Elas são recebidas de braços abertos pela madrasta, obsessiva e desequilibrada. Além disso, uma alma perturbada ronda pela casa.

5 – Espíritos: A Morte Está ao Seu Lado (Shutter, Tailândia, 2004) Dir.:Banjong Pisanthanakun; Parkpoom Wongpoom
– um dia uma pessoa estranha começa a aparecer nas fotos de Thun e daí pra frente são muitos sustos nada previsíveis.

*Alta Fidelidade – (High Fidelity, 2000) Dir.:Stephen Frears
Com: John Cusack (Rob Gordon), Iben Hjejle (Laura), Todd Louiso (Dick), Jack Black (Barry).

Written by Video Session Locadora

23 outubro , 2008 at 9:23 pm

06/10/1927

leave a comment »

No dia Seis de Outubro de 1927 estreou em Nova York o primeiro filme totalmente falado da história do cinema. O “The Jazz Singer” (O Cantor de Jazz). Antes desse filme, outros filmes já haviam apresentado cenas com sons, mas nunca uma obra tinha utilizado esse recurso do começo ao fim. O mais legal em relação a ”O Cantor de Jazz” é que esta primeira versão conseguiu entusiasmar uma platéia que mal podia acreditar naquilo que via. Ou melhor, ouvia.

A idéia inicial dos produtores era de um filme mudo, sobre a vida de um cantor judeu que se dedica ao jazz apesar da oposição de seu pai. As músicas seriam integradas à trama. Mas a presença de Jolson, considerado na época um dos maiores artistas do mundo, e com uma vida semelhante à história contada, mudou o conceito.

O filme conta a história de um cantor judeu, Jakie Rabinowitz, que desafia o próprio pai a fim de provar que pode se tornar um cantor de jazz – chegando a pintar o rosto de preto, já que esse era um estilo próprio dos negros americanos. Diz os relatos da época que espectadores mais descrentes chegaram a procurar pela da orquestra e o cantor, que para eles estariam escondidos dentro do cinema. A partir daí os filmes mudos foram totalmente substituídos pelos filmes falados ou “talkies”, que passaram a ser a grande novidade.

Segundo o historiador de cinema Donald Crafton, Al Jolson que cantou canções de minstrel num rosto pintado de preto, “alcançou o ápice de sua popularidade com o filme.” “Minstrel” ou “Minstrel Show”, no qual se fundamenta a interpretação musical de Jolson neste filme, é um tipo de teatro norte-americano de variedades que surgiu em 1830, onde alternadamente são apresentados dança, música, esquetes cômicos, atos variados, por atores brancos, de descendência européia, com a cara pintada de negro, tentando personificar de forma caricatural os negros norte-americanos. Depois da guerra civil, os atores eram freqüentemente negros pintados de negro. No minstrel os negros são retratados como ignorantes, preguiçosos, supersticiosos e extremamente musicais. Esse tipo de show sobreviveu como divertimento interpretado por atores profissionais até 1910, continuando de forma amadora até 1950. Em 1960, com as primeiras vitórias nas lutas pelos direitos civis e contra o racismo nos Estados Unidos, esta forma perdeu totalmente a sua popularidade.

“The Jazz Singer” foi produzido pela Warner Bros. com o sistema sonoro Vitaphone. Al Jolson, famoso cantor de jazz da época, canta várias canções no filme, dirigido por Alan Crosland. A história é baseada numa peça de mesmo nome, um grande sucesso da Broadway em 1925, remontada em 1927. Foi um dos primeiros filmes a ganhar o Oscar, dividindo a premiação especial com “O Circo” de Charlie Chaplin.

The Jazz Singer, De Alan Crosland

Com: Al Jolson, May McAvoy, Warner Oland, Eugenie Besserer, Otto Lederer, Bobby Gordon Richard Tucker, Cantor Joseff Rosenblatt, Jane Arden, Ernest Belcher, Violet Bird, Nat Carr, Claire Delmar, William Demarest, Neely Edwards

O acervo de dvds da região 1 da VideoSession conta com uma versão restaurada de “The Jazz Singer”. Vale a pena conferir.

Written by Video Session Locadora

6 outubro , 2008 at 10:39 pm

Publicado em Uncategorized

Para entrar no clima das eleições…

with one comment

No dia 5 de outubro os eleitores brasileiros escolherão novos prefeitos e vereadores no primeiro turno das eleições nas cidades brasileiras. Você se lembra exatamente qual o candidato escolhidos para prefeito na última eleição? Muito provavelmente sim. E para vereador? É quase certo que você não se lembra dessa escolha, pois mais de 80% dos brasileiros não sabem a resposta para essa questão. O momento é de reflexão e, por isso, a VideoSession num ato de cidadania apresenta duas ótimas citações cinematográficas para você pensar no seu voto e nas eleições. Pense bem e vote bem!

V de Vingança (V for Vendetta, de James McTeigue ) – 2006
com: Natalie Portman, Hugo Weaving, Stephen Rea, John Hurt, Roger Allam, Sinéad Cusack, Stephen Fry e Rupert Graves.

Hugo Weaving – V

V: O povo não tem que temer seu governo, o governo é que tem que temer seu povo.

No original:

V: People should not be afraid of their governments. Governments should be afraid of their people.

Piratas do Caribe – A maldição do Pérola Negra (Pirates of the Caribbean: The Curse of the Black Pearl, de Gore Verbinski) – 2003

Com: Johnny Depp, Geoffrey Rush, Orlando Bloom, Keira Knightley, Jonathan Pryce, Lee Arenberg, Brye Cooper.

Govenador Swann – Jonathan Pryce

Governador Swann: Até uma boa decisão, se for tomada por motivos errados, pode ser uma má decisão.

No original:

Governador Swann: Even a good decision if made for the wrong reasons can be a wrong decision.

Written by Video Session Locadora

1 outubro , 2008 at 9:58 pm

Publicado em citações